Recursos da Assembleia vão garantir mais 1200 leitos para atender pacientes com Coronavírus


Defendida pelo deputado estadual Michele Caputo (PSDB), a proposta de transferir recursos da Assembleia Legislativa para fortalecer o combate ao Novo Coronavírus já é realidade. Ao todo, são R$ 37,7 milhões que reforçam o caixa da Secretaria de Estado da Saúde para o enfrentamento da doença.
Parte dos valores servirão para custear a abertura de 1.200 novos leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com Covid-19. “São recursos que garantem, por 30 dias, o funcionamento de 600 leitos de UTI e 900 de enfermaria. Isso amplia substancialmente a estrutura de retaguarda em todas as regiões do Estado”, explica o deputado.
Durante a solenidade de sanção da lei que assegurou a transferência dos recursos, o governador Ratinho Júnior agradeceu ao apoio da Assembleia Legislativa. “Aqui o nosso agradecimento em nome do povo do Paraná pelo trabalho fantástico que a Assembleia tem feito. É um poder que tem sido solidário com o Governo do Estado e tem ajudado inclusive passando recursos para combater o coronavírus”, ressaltou.

Protagonismo

Caputo foi o primeiro a defender a contratação de leitos de UTI extras para o enfrentamento ao Novo Coronavírus. A estimativa inicial, apresentada no dia 12 de março, era que o aumento deveria ser de pelo menos 20% da estrutura já existente no SUS. 
A proposta era um dos pontos principais do pacote de sugestões que o deputado encaminhou ao governador Ratinho Júnior no início da crise da doença no Paraná.  Grande parte dessas sugestões já foram implementadas e basearam o primeiro decreto do Governo do Estado sobre o tema. 

Apoio aos Municípios

A experiência de 7 anos como secretário de Estado da Saúde fez com que Caputo se destacasse no apoio à tomada de decisões no Paraná. Secretários municipais de Saúde também tem recorrido ao conhecimento do deputado.
“Eu sempre digo aos secretários que não há uma receita pronta para enfrentar essa doença. Estamos aprendendo a lidar com ela todos os dias, mas é fundamental que tenhamos um planejamento, baseado em preparar o sistema para diversos cenários da doença. O foco é em salvar vidas e garantir a proteção dos profissionais da linha de frente”, enfatiza Caputo.

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA



Já segue nossas Mídias Sociais

Entre no nosso grupo do whats. CLIQUEAQUI
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI
SIGA NO INSTAGRAM. CLIQUE AQUI
SIGA O BLOGGER. CLIQUE AQUI
SIGA O LINKEDIN. CLIQUE AQUI

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas