Repasse da Assembleia atenderá estudantes da UENP


A Assembleia Legislativa do Paraná realizou no final do mês de julho um repasse ao Governo do Estado no valor de R$ 1,5 milhão. O valor foi destinado às universidades estaduais através da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) para a compra de equipamentos, telefones celulares e tabletes por exemplo, para os alunos que não possuem os aparelhos e estão com dificuldades para acompanhar as aulas remotas em razão da falta de equipamento e conexão de internet.
“É mais um gesto da Assembleia Legislativa de apoio aos paranaenses com a devolução de recursos oriundos da nossa economia”, disse o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB).
“Atendemos uma demanda que as universidades trouxeram ao Poder Legislativo, através da Superintendência, e repassamos esse valor para que seja feita a aquisição desses equipamentos. As universidades colocarão esses equipamentos disponíveis para os estudantes que precisam e efetivamente conseguiremos fazer com que o princípio da igualdade seja efetivo”, afirmou o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB).
Somente na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), 900 alunos nessas condições serão beneficiados, o que representa 10% dos alunos da instituição, conforme informou a reitora Fátima Aparecida da Cruz Padoan que também é presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público.
A UENP recebeu a doação de 900 celulares que foram apreendidos pela Receita Federal e com o recurso recebido através do repasse da Assembleia Legislativa, explicou a reitora, serão adquiridos os chips com o pacote de internet e demais equipamentos de informática para empréstimo aos estudantes dentro do Programa Institucional de Acessibilidade Tecnológica da UENP por um período de seis meses.
“Agradeço ao presidente do Legislativo, Ademar Traiano, e ao primeiro secretário, Luiz Claudio Romanelli, e a todos os deputados estaduais que prontamente atenderam a essa demanda da SETI e das universidades, que têm buscado alternativas para acolher a todos seus estudantes e manter as atividades de modo remoto a fim de minimizar os prejuízos que a pandemia e a necessidade de distanciamento social impõem”, disse a reitora.
O reitor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Sérgio Carvalho elogiou a iniciativa da Mesa Diretora da Assembleia, que demonstrou grande sensibilidade nesse momento em que, não só as universidades, mas todo o conjunto da sociedade busca alternativas para manter as atividades de modo remoto, respeitando a necessidade do isolamento social.
O reitor também lembrou a união entre as reitorias das sete universidades estaduais, que estão agindo de forma unida nesse momento visando enfrentar essa crise provocada pelo coronavírus. “As Instituições estão focadas na busca de alternativas para garantir a inclusão de todos os estudantes. Esse trabalho conjunto encontrou eco na Assembleia”, resumiu o reitor. A UEL foi a responsável pelo Registro de Preços para a compra de equipamentos enquanto a Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi responsável pelo Registro de Preços para aquisição de pacotes de Internet.

FONTE: ALEP

Já segue nossas Mídias Sociais?

ENTRE EM NOSSO GRUPO DO WHATS. CLIQUE AQUI 
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI
SIGA NO INSTAGRAM. CLIQUE AQUI
Entre no nosso grupo do Telegram. CLIQUE AQUI

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas