Paraná vai receber R$ 2,4 milhões para rede de frios da vacinação contra a covid-19



O deputado Michele Caputo (PSDB) destacou nesta quarta-feira (09) a liberação de R$ 59,4 milhões do Ministério da Saúde para reestruturar a Rede de Frio que realiza o processo de armazenamento, conservação, manipulação, distribuição e transporte de vacinas do Plano Nacional de Imunização (PNI).

"Para o Paraná serão destinados R$ 2,4 milhões a tempo de organizarmos nosso plano estadual de vacinação. Fortalecer a rede de frio é fundamental para que possamos ter várias opções de vacinas no Estado", disse Michele Caputo, coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná.

O recurso é indispensável, segundo o deputado, para equipar a rede de frio com tecnologias mais avançadas que os usados atualmente, necessários para certas vacinas da covid-19.

"A vacina da Pfizer, por exemplo, precisa se manter refrigerada a -70 Cº e aguenta poucos dias em refrigeração comum. Com o anúncio da compra de 70 milhões de doses, a questão era um imbróglio que precisava ser resolvido", explicou.

Apesar de considerar importante a liberação do recurso, Michele Caputo alerta que os governos deveriam estar mais adiantados em estruturar e planejar o início da vacinação, prevenindo a falta dos insumos para execução das campanhas.

"Nós até saímos na frente, reservando R$ 100 milhões do orçamento da Assembleia e R$ 100 milhões do Governo do Estado, e agora está se desenhando a possibilidade de comprar vacinas da Pfizer, como também a do Butantan e outras que estão em fase final de testes. Quanto antes começarmos a imunizar a população, mais rápido podemos sair dessa pandemia", completou.


FONTE: ASSESSORIA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas