Central da GM registra 166 denúncias no final de semana



A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, divulgou o balanço da fiscalização dos decretos governamentais de combate à pandemia do Coronavírus no Município. Entre sexta-feira (12) e domingo (14) foram registradas 166 denúncias, sendo 145 via telefone 153 da Guarda Municipal e outras 21 via Whatsapp. Do total de chamadas, 159 foram atendidas pela GM e sete encaminhadas para os demais órgãos de fiscalização. Em 127 casos não foram constatadas irregularidades, porém quando possível foram reforçadas as medidas de prevenção à Covid-19.

Ao todo, Guarda Municipal lavrou 32 termos de constatação no final de semana, sendo nove para flagrante de pessoas sem utilizar a máscara; cinco para lojas abertas em desacordo com decreto no sábado; quatro para flagrante de uso de narguilé em via pública; três para restaurantes com atendimento e consumo no local; três festas em residências; duas partidas esportivas; dois bares, além de outros quatro termos para uma distribuidora de bebidas, uma emissora de rádio por promover aglomeração em um auditório; um estabelecimento de ensino e uma academia.

No início da tarde de domingo (14), a Guarda Municipal foi acionada para prestar apoio à Polícia Militar durante a fiscalização em um clube na zona norte da cidade. Quando as equipes chegaram várias pessoas conseguiram sair do local. O responsável foi identificado e encaminhado ao cartório policial para lavratura do Termo Circunstanciado de Infração Penal (Tcip) pelo flagrante do descumprimento das normas de combate à pandemia.

A Defesa Social informa que as viaturas de patrulhamento estão divulgando um áudio institucional com orientações quanto ao uso obrigatório de máscara, toque de recolher entre outras medidas.
A fiscalização segue em todo município enquanto os decretos estiverem vigentes. As denúncias podem ser feitas para o telefone da Central 153, ou pelo Whatsapp da Guarda Municipal, que é (43) 99995-0272. Quem for flagrado descumprindo as normas dos decretos poderá ser autuado e inclusive responder criminalmente.


FONTE: PREFEITURA DE LONDRINA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas