Carlópolis realiza evento regional do “Angra Doce”

 


O município de Carlópolis será o palco de um encontro regional para debater sobre o tema “Angra Doce” e o turismo. O evento contará com municípios paranaenses e paulistas estão às margens da Represa Xavantes, além de lideranças estaduais e federais.

“É um encontro muito importante. Estamos formalizando cada vez mais o interesse turístico que impulsionará o projeto Angra Doce e o desenvolvimento do turismo, reformas de estradas, saneamento básico, saúde, obras, entre outros”, explica o prefeito Hiroshi Kubo.

Segundo informações recebidas pela imprensa o evento já conta com confirmação de autoridades como: Secretário Adjunto Jairo Gund – Secretário Adjunto da Secretaria de Aquicultura e Pesca, o empresário do Turismo Náutico Fabio Santana da ProDiver, João Jacob Mehl Presidente da Paraná Turismo, o Chefe da Casa Civil Guto Silva, Deputados Federais Pedro Lupion, Luisa Canziani e Diego Garcia do Paraná e os Deputados Federais Capitão Augusto e Carla Zambelli de São Paulo.



ANGRA DOCE É LEI

O deputado federal Pedro Lupion lembrou quando estava na Assembleia Legislativa foi um dos autores para a região ser considerada Lei a nível estadual. Ela foi sancionada pelo então governador Beto Richa através da Lei 19.369. Já na esfera federal a Área Especial de Interesse Turístico tem a Lei 13.921 que foi sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro.

Outro autor do Projeto no Estado do Paraná foi o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli. Na ocasião ele destacou a importância. “A região é propícia para a prática de vários esportes. Também há cachoeiras, trilhas, praias artificiais e lugares históricos. Precisamos valorizar o que temos de bonito e garantir um retorno aos moradores com trabalho e renda”, concluiu Romanelli.



O mapeamento do projeto Angra Doce teve o apoio das universidades da região e do Programa Cidades do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). A proposta prevê uma governança envolvendo vários setores dos dois estados, abrangendo governo, universidades e sociedade civil.

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas