Prefeitura ampliará estrutura de acolhimento na Praça Plínio Tourinho



Estão em andamento as obras de reforma e ampliação do Centro de Acolhimento Social da Praça Plínio Tourinho, no Jardim Botânico, bairro que faz parte da Regional Matriz. As intervenções fazem parte do Programa de Estruturação da Rede de Serviços de Proteção Social Especial por meio do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS) e, entre outros benefícios, garantirão mais 110 leitos para atendimento de pessoas em situação de rua.

Nesta sexta-feira, o prefeito Rafael Greca, o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, o presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Fabiano Ferreira Vilaruel, a diretora de Atenção à População em Situação de Rua, Maria Alice Erthal, e a administradora da Regional Matriz, Rafaela Lupion, vistoriaram a execução dos serviços. 



“A antiga quadra de esportes está sendo transformada em futuro abrigo da FAS para ser utilizado a partir do inverno de 2022. Esta casa poderá abrigar em seus leitos 100 pessoas em situação de rua do sexo masculino e dez pessoas em situação de rua do sexo feminino”, explicou Greca. Curitiba hoje tem perto de 1.800 vagas para acolher pessoas nas noites de frio.

A readequação do espaço com área total de cerca de 1.000 metros quadrados também oferecerá sala de atividades para realização de oficinas e prática de jogos que ajudam no processo de socialização. Ainda contará com lavanderia e rouparia, guarda pertences, banheiros feminino e masculino com duchas.

O local terá uma área administrativa e de descanso para a equipe da FAS, bem como estão projetadas duas entradas independentes com recepção para pessoas do sexo feminino e masculino com rampas de acessibilidade, banheiro com vestiário acessível, elevador na área interna da edificação e refeitório com 48 lugares.


De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, a previsão é de que os serviços estejam concluídos até janeiro de 2022. Segundo ele, as melhorias contam com o investimento de R$ 1,9 milhão. “É obra de reforma para adaptação do espaço que visa qualificar e ampliar o atendimento das pessoas que se encontram em situação de rua", apontou Rodrigo Rodrigues.

"O serviço é complexo porque estamos trabalhando numa edificação antiga e que atendia a outra finalidade. Com a conclusão do trabalho, o prédio terá as melhores condições para atender as necessidades sociais”, avaliou Rodrigo Antonio de Almeida, engenheiro responsável pela fiscalização das obras.   

O novo espaço da Praça Plínio Tourinho reforçará o atendimento da FAS, que abrange abordagem de rua, cuidados de higiene, alimentação e saúde, alojamento, triagem para apuração das necessidades da pessoa atendida, investigação social com cadastro e entrevista e encaminhamentos recomendados para rede de proteção social.



FONTE: PREFEITURA DE CURITIBA

FOTO: Daniel Castellano

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas