Em Cianorte, Prefeitura apresenta projeto de implantação do restaurante popular



Criar uma rede de proteção alimentar em áreas de grande circulação de pessoas, com produção e comercialização de refeições saudáveis a preços acessíveis, destinada à população em situação de insegurança alimentar e nutricional. Com esse objetivo a Prefeitura de Cianorte, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, apresentou nessa terça-feira (23), o projeto arquitetônico de implantação do Restaurante Popular. Uma iniciativa que será pleiteada junto ao Governo do Estado e Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Localizada próxima ao hospital municipal e a rodoviária, a obra terá área total de 2.385,94m², com investimento previsto de aproximadamente R$ 3,5 milhões, com contrapartida do município.

Além do restaurante, o local também contará com Banco de Alimentos e galeria social. O projeto prevê a adaptação do edifício nas instalações elétricas e hidráulicas já existentes, bem como demolição de paredes internas, aberturas para iluminação e ventilação naturais, sistemas de exaustão e ventilação artificiais. Está previsto também a ampliação de coberturas para as portas frontais e acomodação do público, áreas de sanitários, e áreas para carga e descarga, onde todas as áreas serão adaptadas para ter acessibilidade, tanto do público quanto dos funcionários, interna e externamente, com pisos táteis e estacionamento com vagas para pessoas com necessidades especiais.

A área externa contará com estacionamentos, horta comunitária e jardim. “O objetivo do Restaurante Popular é dar atendimento aos trabalhadores, idosos, estudantes, aposentados, desempregados, coletores de material reciclável, vendedores ambulantes e moradores de rua, porém, mas poderá ser aberto ao público em geral. Já o Banco de Alimentos, é um programa de coleta alimentos não comercializados pelos atacadistas e produtores rurais. Os hortigranjeiros serão selecionados e distribuídos gratuitamente às entidades assistenciais e às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, previamente cadastradas, como forma de complementação às refeições diárias da população assistida”, explicou o secretário da pasta, Anizio Menarim Filho.

Em parceria entre as Secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação, o local ainda contará com espaços de serviços para a população carente, como barbearias, podólogas, manicures e outros serviços similares. “Nosso objetivo é implementar um espaço de valorização das pessoas que se alimenta fora de casa, dando prioridade aos mais vulneráveis. Será um local destinado à produção e comercialização de refeições saudáveis, nutricionalmente balanceadas, originadas de processos seguros, servidas em um local apropriado e confortável, e principalmente, com preços acessíveis”, ressaltou o prefeito Marco Franzato.

Fonte: Diretoria de Comunicação Social

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas