Novembro Azul alerta sobre a saúde do homem, diz Michele Caputo



O deputado Michele Caputo (PSDB) disse nesta quarta-feira, 3, que a campanha do Novembro Azul serve para alertar da importância dos cuidados com a saúde do homem e da prevenção do câncer de próstata."Dados do Instituto Nacional de Câncer indicam que, no total, quase 66 mil homens terão câncer de próstata em 2021. É o segundo tipo de câncer mais frequente entre os homens e pode matar".


"Ainda há muito preconceito, mas é necessário que os homens também assumam a responsabilidade para com a saúde. Não adianta deixar tudo para os profissionais de saúde, para medicamentos, quando a coisa já passou daquele limite importante e necessário de ter que fazer intervenções.", completa.


Michele Caputo fez um paralelo entre as campanhas "outubro rosa" e "novembro azul". "O Outubro Rosa anda por si no mundo inteiro e esperamos com o Novembro Azul um dia chegar próximo disso. O homem cuida muito pouco da sua saúde quando se compara a saúde da mulher e todo o cuidado que a mulher tem com a sua saúde", disse o deputado.


Prevenção - Desde 2008 o mês de novembro é marcado por um maior movimento em prol da saúde do homem no País com ações que estimulem mais atenção à saúde e a importância da prevenção de doenças, com foco no câncer de próstata. A população masculina no Estado é de 5,6 milhões. Estima-se ainda que entre 2020 e 2022 surjam 35.050 novos casos de câncer a cada ano.


Os programas estaduais de atenção primária na saúde contemplam a população masculina em todas as faixas etárias. Começa pelo calendário vacinal, nos primeiros meses de vida, e entre 11 e 14 anos, destaque para a vacina do HPV, que protege contra doenças infecciosas da pele e das mucosas atingindo principalmente a região genital, podendo se transformar em vários tipos de câncer.


Dos 15 aos 29 anos, a Secretaria Estadual de Saúde atua na prevenção de causas externas da mortalidade masculina, já que mais de 80% das causas de mortes de homens, nessa faixa etária, estão relacionadas a fatores como acidentes, violências e vícios. São exemplos os programas Tabagismo e Vida no Trânsito. Há ainda os programas de prevenção e controle de doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão, cardiopatias e doenças transmissíveis (aids, hepatites e sífilis).


Política pública - Em 2009, o SUS (Sistema Único de Saúde) criou a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, a fim de reduzir a morbidade e mortalidade e organizar uma rede de atenção à saúde que garanta uma linha de cuidados integrais voltada para a população masculina.


O movimento Novembro Azul teve origem em 1999, na Austrália, com um grupo de amigos que decidiram deixar o bigode crescer, a fim de chamar atenção para a saúde masculina. Ele chegou ao Brasil em 2008, trazido pelo Instituto Lado a Lado pela Vida e pela Sociedade Brasileira de Urologia.


Para chamar ainda mais a atenção para a causa, o dia 17 de novembro foi escolhido como Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata e muitas cidades iluminam os monumentos e prédios públicos na cor azul, assim como é feito durante a campanha do Outubro Rosa.


FONTE: ASSESSORIA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas