Prefeitura lança edital do sandbox regulatório para teste de projetos inovadores em PG



A Prefeitura de Ponta Grossa, através da governança do ecossistema de inovação Vale dos Trilhos, com apoio do Sebrae/PR, lançou esta semana o Edital de Chamada Público do Sandbox Regulatório de Ponta Grossa, para criação de ambientes regulatórios experimentais para desenvolvimento de inovações científicas, tecnológicas e empreendedoras. Com isto, o Município chama pequenas e grandes empresas para que realizem testes de projetos inovadores, que podem ser serviços, produtos ou soluções experimentais, com clientes reais.

 
“Desde o início da nossa gestão afirmamos que queremos que a inovação esteja no nosso DNA, tendo uma genuína cultura de inovação, que conecte e integre os atores do nosso ecossistema, unindo os esforços na criação de um ambiente propício à inovação para que assim possamos construir uma cidade inteligente em prol do desenvolvimento sustentável. Nossa cidade funcionará como um grande laboratório de novas ideias e soluções que tenham modelos de negócios inovadores que impactem na melhoria da qualidade de vida do cidadão de Ponta Grossa”, destacou a prefeita, Elizabeth Schmidt, na ocasião do lançamento.

O sandbox regulatório de Ponta Grossa está regulamentado através do Decreto Municipal nº 19.377/2021, prevendo ainda a consolidação de ambientes de inovação por meio de alianças estratégicas e o desenvolvimento de projetos de cooperação envolvendo empresas locais, instituições de Ciência e Tecnologia, entidades de Ciência, Tecnologia e Inovação, e também organizações de direito privado com atividades de pesquisa e desenvolvimento que objetivem a geração de inovação.

O edital do sandbox de Ponta Grossa prevê a participação de qualquer modelo de negócio inovador com potencial de promover ganhos de eficiência, redução de custos, vantagens para o município ou benefícios aos munícipes, como ampliação do acesso do público em geral a produtos e serviços. Além disso, também estão estabelecidos como critérios para participação que o proponente demonstre capacidade técnica para desenvolver a atividade pretendida e os administradores e sócios da empresa tenham ficha limpa de crimes contra a ordem econômica.

“O lançamento do edital é um marco para a inovação em nossa cidade, abrindo chamada para seleção e implementação de soluções tecnológicas que contribuam com a melhoria da qualidade da população de Ponta Grossa, para que sejam testadas e validadas exatamente por esse usuário, por essa população de Ponta Grossa, assim como, para nos tornarmos cada vez mais atraentes para o nosso mercado, para investimentos, para se viver aqui, para sermos uma cidade diversa e justa, viva e para pessoas, conectada e inovadora, inclusiva e acolhedora, segura, resiliente e auto regenerativa, economicamente fértil, ambientalmente responsável, articuladora de diferentes noções de tempo e espaço, consciente e reflexiva e atenta e responsável com os nossos princípios. Ou seja, para sermos de fato, uma cidade inteligente”, pontua a presidente da Agência de Inovação e Desenvolvimento, Tonia Mansani.

Ponta Grossa é a 5ª cidade brasileira a implantar o Sandbox Regulatório, contando com vários parceiros e apoiadores, como o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), o Sebrae, UEPG e UTFPR, que ajudarão nos testes e validação das tecnologias, além da ABDI - Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, através de um acordo de cooperação.

Durante o evento de lançamento, também foi realizada exposição de algumas soluções de parceiros, como a empresa Mapzer com o carro do Olho Vivo, veículo dotado de inteligência artificial para reconhecimento de defeitos na pavimentação e na sinalização vertical e horizontal, a UTFPR, com projeto e desenvolvimento integrado de funções de segurança assistida ao condutor e ambiente para veículos autônomos (Segurauto), a Automa, com a tecnologia de Digital Twin que capta as informações da cidade que podem auxiliar na elaboração de políticas públicas, e a Secretaria de Cidadania e Segurança Pública, com o sistema de monitoramento urbano.

“Não é possível pensar em desenvolvimento, sem pensar em sustentabilidade. É fundamental que as governanças possam propor soluções que possibilitem que as cidades sejam capazes de responder adequadamente às necessidades básicas das instituições, empresas e dos próprios habitantes, nos níveis econômico, operacional, social e ambiental”, avalia a consultora do Sebrae/PR, Maísa Silvestrin.

Ecossistema de Inovação
O Ecossistema de Inovação Vale dos Trilhos foi instituído por decreto municipal em abril deste ano, estabelecendo eixos para o desenvolvimento integral da atividade de inovação na administração municipal e em toda cidade de Ponta Grossa. Para divulgar informações, ações e eventos do ecossistema de inovação de Ponta Grossa, o Vale do Trilhos lançou o site oficial na última semana. No portal, é possível conferir o Mapa da Inovação, consultar e cadastrar eventos, conhecer mais sobre os eixos e objetivos do ecossistema, além dos projetos desenvolvidos na cidade que possuem a chancela do Vale dos Trilhos.


FONTE: PREFEITURA DE PONTA GROSSA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas