DER/PR libera dois trechos em obras de rodovia de Godoy Moreira



O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) concluiu os serviços e libera para o tráfego de veículos dois segmentos das obras de correção de greide da PR-650, em Godoy Moreira, no Vale do Ivaí, a partir deste final de semana.

Nos encontros com águas fluviais conhecidos como Água da Anta, entre o km 19,70 e o km 20,26, e Água das Antas, entre o km 21 e o km 21,63, foram executadas novas galerias de concreto e elevado o nível (greide) do pavimento, evitando a formação de alagamentos nos locais, que em anos mais chuvosos chegavam a obstruir o acesso à rodovia.

As obras continuam em andamento nos seguintes segmentos: Água do Chalé, Água Paraguaia, Água do Mangueirão e na Vila Bananeira.

O investimento é de R$ 15.553.888,05, por meio do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Todas as intervenções devem ser concluídas até a metade do ano que vem.

OBRA – Para fazer a correção de greide é necessário demolir o pavimento existente, e, no caso desta obra, aterrar a plataforma existente para, na sequência, executar um pavimento novo, resultando em uma pista mais elevada, acima da altura das enchentes registradas na região.

Em Água do Chalé as alterações no traçado serão mínimas, relativas somente à elevação da pista. Ao todo serão 760 metros de obra, iniciando no km 7,92 e seguindo até o km 8,68.

Na Água Paraguaia, em uma região mais elevada que as demais, a correção da pista existente tornaria o trecho propício a acidentes. A solução encontrada foi a implantação de uma variante com extensão de 657 metros, iniciando no km 16,62 e seguindo até o km 17,29 da PR-650.

Em Água do Mangueirão será corrigida a geometria de uma curva, melhorando a segurança no local, e mantido o restante do traçado do trecho de 288 metros, que inicia no km 24,40 e termina no km 24,70.

Todos estes trechos incluem obras de arte corrente e dispositivos de drenagem, garantindo a passagem das águas sob a rodovia, sem danificá-la e sem resultar em represamentos.

Neste mesmo contrato está inclusa a elevação e alteração de traçado da pista, e execução de uma nova ponte sobre o Rio Bananeira, substituindo a obra de arte especial existente, que é de pista única. A obra vai evitar o alagamento da rodovia, e acabar com filas de veículos no local, uma travessia urbana.

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas