Sanepar amplia em 30% os investimentos em todo o Estado



A Sanepar investiu R$ 918,3 milhões em todo o Paraná em 2021. O aumento foi de 30,2% em relação ao ano anterior. A empresa, que fecha seu balanço anual no mês de setembro, faz o levantamento dos valores relativos aos nove primeiros meses do ano. Os recursos foram destinados a todas as regiões do Estado e consolidam a Companhia com um dos melhores indicadores do setor no país tanto no abastecimento, que leva água potável a 100% da população urbana, como no esgotamento sanitário, que atende 77,4% com rede coletora e 100% de tratamento.

Nos sistemas de abastecimento de água, foram R$ 455,2 milhões com obras de ampliação de captações, tratamento, distribuição e capacidade de reservação. Algumas foram antecipadas visando a mitigação dos efeitos da crise hídrica.
Na Região Metropolitana de Curitiba, por exemplo, a Companhia executou em tempo recorde a transposição do Rio Verde e a do Rio Capivari, que estavam prevista para 2025. Juntas têm a capacidade de incorporar até 900 litros de água por segundo ao Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC).

Além disso, a empresa está finalizando a obra de ressetorização em Curitiba, com quatro novos reservatórios e 107 quilômetros de rede, que tornam mais dinâmicas a reservação e a distribuição de água tratada na Região Metropolitana.

Em Cascavel, a Sanepar concluiu em 2021 o complexo de obras que aumentaram em 25% a produção de água na cidade, como a nova captação no Rio São José e a ampliação e a modernização do processo de tratamento.
ESGOTO - Em esgotamento sanitário, os investimentos foram de R$ 398,1 milhões nos primeiros nove meses do ano em todo o Estado. Em Cascavel, a Sanepar está construindo uma estação elevatória e implantando mais 29 quilômetros de rede coletora de esgoto, que vão beneficiar 3,6 mil famílias. Essas obras previstas para serem concluídas em 2022 vão tornar Cascavel a primeira cidade do Paraná a ter 100% de cobertura de esgotamento sanitário.

A Companhia também destina recursos a sistemas menores, como em Barra do Jacaré, Leópolis e Curiúva, no Norte do Estado. As obras nessas cidades, previstas para serem concluídas no ano que vem, vão levar pela primeira vez aos moradores o serviço de coleta e tratamento de esgoto. Em Barra do Jacaré, estão sendo implantados 21 quilômetros de rede coletora e um sistema modular de tratamento, que atenderão 88% da população.

Em Leópolis, a construção da estação de tratamento de esgoto e os 16,8 quilômetros de tubulações atenderão 67% da população. E, em Curiúva, estão em implantação tubulações, estação elevatória e de tratamento, com atendimento a 55% da população.




FONTE: AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas