Situação do comércio noturno é debatida na Câmara


Os vereadores de Jacarezinho debateram na noite desta segunda-feira, 27, sobre a situação do comércio noturno no município. Atualmente são 25 estabelecimentos que somam 230 funcionários (diretos e indiretos) que estão utilizando a situação apenas delivery ou fechados.
“É preocupante. Pois se todos fecharem suas portas são aproximadamente R$ 400 mil mensais que causariam o impacto em Jacarezinho”, argumenta o vereador Fúlvio Boberg. Ele destacou que na reunião realizada juntamente com o Ministério Público, ACIJA e Poder Executivo o tema foi relacionado, mas foi rejeitado na ocasião pelo prefeito Sérgio Eduardo.
O vereador André de Sousa Melo, o Pastor André, utilizou o plenário para criticar a situação. “Estas pessoas também precisam trabalhar e levar o sustento para suas famílias. Com o decreto até às 20 horas impossibilita muitos de poderem realizar o trabalho”, analisa. Ele ainda enfatiza que seria necessária uma verificação da melhor alternativa para atender esta parte do comércio.
Os comerciantes entregaram uma lista dos comércios e situação aos vereadores. Um dos pedidos é que os locais possam abrir as 19 horas e fechar meia noite.





Já segue nossas Mídias Sociais

Entre no nosso grupo do whats. CLIQUE AQUI
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI
SIGA NO INSTAGRAM. CLIQUE AQUI
Entre no nosso grupo do Telegram. CLIQUE AQUI
SIGA O BLOGGER. CLIQUE AQUI
SIGA O LINKEDIN. CLIQUE AQUI

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas