Ordem de serviço para o projeto da Rua da Cidadania da CIC é assinada



O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) assinou, na sexta-feira (13/8), a ordem de serviço para a execução do projeto de engenharia da Rua da Cidadania da CIC, única regional entre os dez postos avançados da Prefeitura a não ter sede própria. O trabalho será feito pela empresa STCP Engenharia de Projetos, vencedora da licitação, com prazo de 210 dias para a conclusão.

Com a conclusão do projeto executivo será possível licitar a obra, com custo estimado de R$ 53.565.835,01, a ser coberto com recursos próprios do Tesouro Municipal.

“A Rua da Cidadania da CIC é uma iniciativa do prefeito Rafael Greca para garantir que todas as regionais tenham equipamentos próprios para ampliar e melhorar o atendimento aos cidadãos”, afirma o presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur.

A ser instalada na Vila Nossa Senhora da Luz, o conjunto habitacional mais antigo de Curitiba, a nova Rua da Cidadania será um equipamento inovador, com foco no reaproveitamento energético e geração de energia limpa. Desenhada pelo Ippuc, a nova estrutura terá a captação de energia solar, por placas fotovoltaicas, e também reservatório para o reúso da água da chuva.

Serão 14,5 mil metros quadrados de área construída, dos quais 8,8 mil m² da ala de atendimento da rua, mais subsolo com 5,7 mil para estacionamento e serviços gerais.

Equipamentos

A Rua da Cidadania da CIC vai integrar os equipamentos públicos existentes na região, entre eles o Farol do Saber Frei Miguel Bottacin, o Cras Nossa Senhora da Luz e a Escola Municipal Albert Schweitzer, bem como a estrutura do Centro Cultural CIC.

Haverá uma ligação de pedestres desde a Rua da Cidadania até a estação Pedro Gusso, numa extensão de 250 metros, para atender tanto os usuários da Rua da Cidadania como o campus da UTFPR, localizado na antiga Siemens. Uma linha circular de micro-ônibus fará a ligação da Rua da Cidadania ao terminal CIC-Sul.

A Administração Regional da CIC funciona atualmente na Rua Manoel Waldomiro de Macedo, 2.470, em um imóvel alugado. O administrador regional é Raphael Keiji Assahida.

Ruas da Cidadania

As Ruas da Cidadania foram criadas na primeira gestão de Rafael Greca como prefeito (1993-1996). Financiados com recursos do BID (num pacote que também trouxe a inovação dos ônibus biarticulados para a cidade), os equipamentos consolidaram a descentralização administrativa com a oferta de serviços e também a integração de transporte.

Ao final do seu primeiro mandato, Greca havia inaugurado as Ruas da Cidadania do Carmo (Boqueirão), Pinheirinho, Portão e Santa Felicidade e deixado encaminhadas as obras das ruas da Matriz e do Boa Vista, inauguradas no primeiro semestre de 1997. Em 2001, foi entregue a Rua da Cidadania do Bairro Novo; em 2015, a do Tatuquara; e em 2016, a do Cajuru.

Localizada no Oeste da cidade, a Regional CIC é a maior da cidade em extensão territorial. Em área, a Regional CIC soma 63,46 km², o que equivale a 14,59% do território de Curitiba.

A regional é a sexta mais populosa da cidade com 206 mil habitantes e abriga a Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o bairro mais populoso de Curitiba, onde vivem 191.181 pessoas, segundo estimativa de 2020.


FONTE: PREFEITURA DE CURITIBA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas