Pacientes faltantes ainda são uma preocupação no CISNORPI

 O Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro (CISNORPI) alertou nesta semana que o número de faltas nas consultas especializadas e exames ainda são uma grande preocupação. Somente no ano passado foram 4.048 pessoas que não compareceram no dia agendado.

“É uma grande preocupação. Pois a fila é grande e as pessoas faltando elas tiram a vaga de outras que poderiam estar realizando o procedimento”, comenta o Diretor Geral Antonioni Palhares. 

O CISNORPI atende 22 municípios e realiza diversas consultas e exames através do Sistema Único de Saúde - SUS. No último ano, mesmo com a Pandemia de COVID-19 foram mantidos os atendimentos essenciais e iniciou-se o processo de descentralização de alguns atendimentos visando a melhoria do acesso à saúde. O Consórcio também oferta atendimento nos Centros de Atenção Psicossocial - CAPS II e CAPS AD. 

“Temos um diálogo aberto e franco com os prefeitos. É preciso que possamos achar uma solução para diminuir este número de faltas para que possamos continuar ofertando um atendimento de qualidade para mais pessoas”, explicou o prefeito de Jacarezinho e Presidente do CISNORPI Marcelo Palhares durante a reunião com os gestores em dezembro.

Municípios atendidos pelo CISNORPI: Barra do jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Figueira, Guapirama, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Quatiguá, Ribeirão Claro, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Santo Antônio da Platina, São José da Boa Vista, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas