Jacarezinho está sob ameaça de nova epidemia de dengue

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no último dia 19, confirmou 1.234 casos da doença no Paraná desde 28 de julho deste ano e, Jacarezinho, mais uma vez, aparece sob risco iminente de nova epidemia de dengue, a exemplo do que vinha ocorrendo nos últimos anos.
Em nível estadual foram 205 novos registros da doença desde o relatório da semana anterior. Na cidade de Jacarezinho, o Bairro Aeroporto, que hoje é a região mais afetada, concentra 29 casos de dengue desde o final de julho (quando iniciou o novo ano epidemiológico) até novembro. Esse número representa mais da metade dos casos do município (44 casos totais – dados da vigilância municipal ).
“Estamos vendo uma inversão na ocorrência dos casos de dengue em Jacarezinho. Durante a realização do Controle Natural de Vetores da Forrest Brasil, no bairro Aeroporto, de setembro de 2018 a abril de 2019, dos 313 casos da doença registrados em Jacarezinho, apenas 8 deles foram na área de liberação dos mosquitos durante a realização do Projeto Piloto, representando cerca de 3% dos casos totais. A região mais afetada na época foi a Vila São Pedro, com 204 casos, quase 70% do total. Agora a região mais afetada é o Aeroporto, com mais da metade dos casos, e de aplicação do CNV não apresentou nenhum caso da doença até o momento”, revela a coordenadora do projeto Lisiane de Castro Poncio, durante exposição realizada na noite da última segunda-feira (25), no plenário da Câmara de Vereadores.
A diretora da Forrest, Elaine Paldi, na mesma audiência, fez um alerta aos vereadores e público presente de que a parceria entre a empresa de biotecnologia e a prefeitura de Jacarezinho está parada por falta de definição da Secretaria Municipal de Saúde, que até agora não renovou o convênio para a continuidade do controle biológico do mosquito. “Vislumbro com pesa r que, se nada for feito rapidamente, teremos uma explosão de infestação do mosquito e, com isso, aumento assustador dos casos de dengue na cidade”, alertou.

FONTE: JORNAL TRIBUNA DO VALE

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas