Assembleia garante o dinheiro para a compra da vacina contra a Covid-19


A Assembleia Legislativa do Paraná e o Governo do Estado firmaram uma parceria inédita para garantir que os paranaenses sejam imunizados contra a Covid-19 assim que as vacinas estiverem disponíveis no mercado. Em ato realizado nesta segunda-feira (03), que contou com a presença do presidente do Legislativo, deputado Ademar Traiano (PSDB), do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia, do segundo secretário, deputado Gilson de Souza (PSC) e do governador Carlos Massa Ratinho Junior, foi oficializado o repasse de R$ 100 milhões da Assembleia para que o governo possa fazer a aquisição das doses.
A primeira parcela no valor de R$ 50 milhões já foi transferida para o Tesouro do Estado na semana passada e o restante do valor será repassado entre final de agosto, início de setembro. Segundo Traiano, o montante é resultado da eficiência na gestão dos recursos da Assembleia e demonstra o comprometimento de todos os deputados para superar a pandemia. “Esse gesto é uma demonstração de respeito ao momento que o Paraná está vivendo de pandemia. Esse recurso é fruto da economia que a Assembleia vem promovendo com a contribuição de todos os deputados. Vai dar segurança financeira para compra das vacinas”, relatou. “É uma medida que visa cuidar da vida dos paranaenses e não poderia ser diferente. A Assembleia tem contribuído com o Governo e tem a grandeza de compreender que mais uma vez precisamos dar essa demonstração. A unidade do Poderes é fundamental para implantar medidas na saúde, na área social e economia.
O presidente Traiano relatou ainda os valores dos repasses realizados pela Assembleia neste ano de 2020 ao Governo do Estado, um total de R$ 200 milhões.
Para Romanelli, a atuação integrada entre os Poderes vai garantir que o Paraná, mais uma vez, esteja na vanguarda e preparado para garantir a imunização dos paranaenses. "A parceria entre Legislativo e Executivo tem sido muito importante nesse momento. Queremos uma vacina eficaz e gratuita. Nosso objetivo é imunizar todos os paranaenses", disse. “Nós sabemos que o governo não está passivo em relação ao que pode ser feito. Tem feito articulação nacional e internacional em busca das soluções. Queremos que possam ser adquiridas vacinas, preferencialmente esse ano, uma vacina eficaz e gratuita a todos que as autoridades julgarem importante. O Governo terá dinheiro no caixa. Precisou do dinheiro para fazer a parceria, o dinheiro está à disposição”, completou.
O governador Carlos Massa Ratinho Junior agradeceu a parceria constante da Assembleia e o comprometimento de todos os deputados na busca pelas melhores soluções para o estado. "São recursos que vem em boa hora, presidente, e agradecemos mais uma vez os recursos que a Assembleia vai repassar para o Governo fazer o enfrentamento à pandemia. É um valor considerável, um volume de dinheiro muito grande destinado para a compra de vacina. Assim que o Ministério da Saúde e laboratórios que estão trabalhando rapidamente para que a vacina seja colocada no mercado, a gente tenha caixa à disposição para dar segurança e defender a saúde do Paraná”, disse.
Ratinho Junior disse ainda que a Assembleia é um exemplo para o país. “Nenhuma Assembleia fez isso. É algo inovador que inspira todos nós e nos orgulha muito de ter esse gesto dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Paraná. Gesto importantíssimo da Assembleia, resultando em uma reserva financeira de R$ 200 milhões o que daria para atender com tranquilidade a nossa população do Paraná”.
O deputado Hussein Bakri (PSD), líder do Governo na Assembleia, falou em nome dos deputados e enalteceu o trabalho de todos, em especial da Mesa Executiva, na gestão do Legislativo. “Para mim e para nós do Governo não importa se é em outubro ou agosto a eleição da Mesa. O compromisso com o Traiano é em qualquer momento, quando digo Traiano é toda a Mesa que ele fez a composição, pela maneira que ele vem conduzindo. Com muita altivez, de maneira republicana, o que existe é uma boa relação e temos que agradecer essa ótima relação”, afirmou. “O Paraná ganha com isso. O senhor terá todo nossos apoio e vejo com muita densidade a economia que vocês têm tem feito na Assembleia, revertendo nesse momento de extrema dificuldade do Paraná em ações benéficas como foi a aquisição de leitos e agora a separação desses recursos para a compra de vacinas, que se Deus quiser vai acontecer logo”, finalizou.
O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, destacou os recursos repassados anteriormente pela Assembleia Legislativa, na ordem de R$ 37,7 milhões. “Com a ajuda da Assembleia conseguimos ampliar a rede em 2,6 mil leitos, sendo 1.050 de UTI em todo o Paraná. O estado está em uma situação diferente sobre a disposição de leitos. Temos conseguido que os paranaenses sejam atendidos de maneira equilibrada. Quero agradecer ao presidente Traiano e ao deputado Romanelli pela sensibilidade. Temos um momento crítico. O coronavírus está se aproximando cada vez mais das famílias paranaenses”.
Também presentes o secretário chefe da Casa Civil, Guto Silva, o secretário de Estado da Fazenda, René Garcia Júnior, e o vice-líder do Governo na Assembleia, deputado Adriano José (PV). Os demais deputados acompanharam o evento através de videoconferência.
Vacina - O Paraná tem parceria de cooperação técnica e científica com a China para iniciar a testagem e a produção da vacina contra a Covid-19, por meio do Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná). Também está em negociação para troca de tecnologia com a Rússia. A previsão é de que a pesquisas mais adiantadas sejam concluídas até o início do próximo ano, permitindo a disponibilização da vacina no mercado.
Leis - Desde o início da pandemia a Assembleia Legislativa do Paraná já aprovou 132 leis. Entre as medidas aprovadas pelos deputados está a obrigatoriedade do uso da máscara em ambientes coletivos, a proibição do corte de luz, água e gás está proibido durante a pandemia, que também proíbe os planos de saúde de cobrarem taxas adicionais por exames e consultas e determina que carrinhos e cestas de compras, comandas e as máquinas de pagamento sejam esterilizadas. O estado de calamidade pública no Paraná e em 323 municípios foi reconhecido
Foi criada a Força Estadual da Saúde do Paraná, a notificação imediata de casos suspeitos e confirmados de doenças de notificação compulsória por parte de laboratórios e farmácias passou a ser obrigatória, assim como a disponibilização de antissépticos para higiene dos sanitários em banheiros de uso coletivo.
Na área econômica, foi criado o auxílio emergencial Cartão Comida Boa, micro, pequenos e médio empreendedores do Paraná e também os municípios foram beneficiados com a autorização de apoio financeiro, a garantia de aporte de R$ 35 milhões para apoio a cooperativas produtores rurais e agroindústrias. A utilização dos recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza foi ampliada e funcionários terceirizados do estado têm emprego garantido durante a pandemia.
Um reforço de R$ 319 milhões no caixa da Saúde foi aprovado, assim como o repasse de R$ 37,7 milhões da Assembleia Legislativa , R$ 8 milhões da Defensoria Pública e R$ 5 milhões do Fundo Especial do Ministério Público para o Fundo Estadual da Saúde.

FONTE: ALEP


Já segue nossas Mídias Sociais?

ENTRE EM NOSSO GRUPO DO WHATS. CLIQUE AQUI
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI
SIGA NO INSTAGRAM. CLIQUE AQUI
Entre no nosso grupo do Telegram. CLIQUE AQUI

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas