Conta de água e esgoto ficará quase 10% mais cara


A Companhia de Saneamento do Paraná, SANEPAR, anunciou, nesta terça-feira um aumento de 9,62% nas tarifas de água e esgoto.  O reajuste foi autorizado pelo Conselho Diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Paraná, AGEPAR, em reunião realizada nesta terça-feira. O aumento vale a partir de 31 de outubro próximo.

O reajuste, que estava suspenso desde abril por conta da pandemia, chega em meio a uma crise hídrica no estado. Com Curitiba e mais dez municípios da região metropolitana passando por dificuldades no abastecimento, que já duram cinco meses, e sem previsão de acabar. Na região norte, a situação, apesar de um pouco melhor, segundo a própria empresa, também está longe de ser confortável.

O reajuste anterior, de pouco mais de 12%, tinha sido autorizado em abril do ano passado, mas foi motivo de uma série de contestações e liminares. No fim das contas, em outubro o aumento integral foi aplicado às tarifas dos consumidores de todo o estado.

Em nota, a SANEPAR alegou que o último reajuste foi há 18 meses, e que o aumento autorizado agora pela AGEPAR, repõe os custos da empresa com energia, pessoal, produtos químicos, manutenção e operação das redes, estações e equipamentos e faz frente aos investimentos da Companhia.

Ainda de acordo com a nota da SANEPAR, a metodologia tarifária dos serviços de saneamento no Paraná prevê reajuste anual para correção monetária da tarifa, segundo as normas legais, regulamentares e contratuais.

A empresa explica ainda na nota que o pedido de reajuste foi encaminhado à AGEPAR há seis meses, em fevereiro passado, e deveria ter sido homologado em abril com entrada em vigor em maio e que a agência reguladora prorrogou o reajuste por conta da pandemia.

A empresa informou também que o novo índice será aplicado de forma proporcional em novembro e só será integral a partir de dezembro.

Por Marcos Garrido - CBN LONDRINA
Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas