Permanência da Petrobras no Paraná é defendida por Caputo


O deputado Michele Caputo (PSDB) defendeu na segunda-feira (24), durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná, a importância da permanência da Petrobrás no Paraná e a manutenção dos empregos dos petroleiros e dos prestadores de serviço terceirizado. A estatal tem duas unidades em operação no estado, a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba (RMC), e a Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) em São Mateus do Sul, na região sul do Paraná.
"São milhares de empregos, produtos estratégicos, isso movimenta a economia das cidades e do Estado. Seria uma perda inestimável se deixarmos sair ou perder essas unidades. A Petrobrás é uma empresa pública e estratégica. Não vejo nenhuma questão de direita e esquerda, é uma questão de querer melhor para o nosso estado." disse o deputado.
No total, mais de sete mil trabalhadores podem perder seus empregos. Na usina do xisto são mil empregos diretos e outros três mil indiretos. A refinaria da Repar gera aproximadamente 3,4 mil empregos (772 diretos e 2,6 mil indiretos).
Unidades - A Petrobras anunciou no início do mês, integrando o seu cronograma de privatizações, a venda das unidades de refinaria, a da Repar pode ocorrer na primeira fase e a Usina do Xisto, na segunda. "Agora, essa é uma causa que tem que sair desse meio, tem que ir até o G7 (grupo de entidades empresariais), até o setor produtivo do Paraná, precisamos do apoio da imprensa, do conjunto da sociedade civil organizada, porque é uma situação que está muito adiantada", afirmou Michele Caputo.
O deputado destacou a importância de movimentos suprapartidários em prol dos interesses do Paraná, relembrando o caso do fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-PR) que ficava ao lado da Repar em Araucária. "Infelizmente o seu fechamento não foi impedido, deixando milhares trabalhadores desempregados. A Fafen produzia algo extremamente estratégico, ainda mais no Paraná que tem o agronegócio muito forte", destacou.
A Repar é responsável por 12% da produção nacional de produtos derivados do petróleo, a segunda maior refinaria da Petrobrás em volume produzido, atende além do Paraná, os estados de Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul, além de exportar através dos Portos de Paranaguá e São Francisco do Sul (SC). "Eu faço parte desse processo todo. A campanha tem um nome muito objetivo, Fica Petrobrás no Paraná e será lançada nesta quinta-feira, dia 27", disse Michele Caputo.
A Usina do Xisto tem a capacidade de produzir seis mil barris por dia de materiais como óleo combustível, GLP, nafta e enxofre para fertilizantes, produtos para a pavimentação, cimento, asfalto, cerâmica e insumos agrícolas. A primeira unidade da usina entrou em funcionamento em 1972 e a segunda em 1991, e, por conta da importância da usina, a BR-476 que liga Curitiba a União da Vitória, passando por Araucária e São Mateus do Sul, foi batizada de Rodovia do Xisto.

FONTE: ASSESSORIA



Já segue nossas Mídias Sociais?
ENTRE EM NOSSO GRUPO DO WHATS. CLIQUE AQUI 
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI
SIGA NO INSTAGRAM. CLIQUE AQUI
Entre no nosso grupo do Telegram. CLIQUE AQUI

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas