Mulheres terão acesso gratuito a kits de higiene em Apucarana



Cerca de 4,5 mil apucaranenses, entre adolescentes em idade menstrual da rede pública de ensino municipal e estadual, mulheres em situação de vulnerabilidade social atendidas pelos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) ou em situação de rua, terão acesso mensal e gratuito a um kit de produtos para higiene íntima composto por dois pacotes de absorventes (com e sem abas), um sabonete em barra, um sabonete líquido e um desodorante tipo antitranspirante.

A ação integra o Programa “De Bem Comigo”, uma iniciativa da Prefeitura de Apucarana com apoio da Câmara de Vereadores, através da Procuradoria da Mulher, e que teve lançamento nesta quarta-feira (17/11), no gabinete municipal, com o prefeito Júnior da Femac assinando contrato com as empresas vencedoras do processo licitatório para fornecimento dos kits, que devem começar a ser entregues à população em até 30 dias.

O investimento inicial é na ordem de R$500 mil, com recursos próprios do município. “Com o tempo percebi que o mais grave que pode acontecer com alguém que está à frente de uma função pública é não entender, não ouvir ou não enxergar a dor do outro. Quando isso acontece, “é o começo do final” de uma gestão. Pode parar, pois não faz mais sentido continuar. E este programa é algo que me deixa bastante confiante que Apucarana está cada dia no rumo certo. Seja na prefeitura ou na Câmara, há um time que consegue enxergar a dor do próximo e, sempre que possível, até se coloca no lugar do outro. O programa “De Bem Comigo” é um exemplo, formatado por pessoas que querem o melhor para outras pessoas”, pontuou o prefeito Júnior da Femac, destacando o envolvimento de todas as secretarias municipais e dos nove vereadores da base na viabilização do projeto. “Apucarana hoje é administrada com ajuda de três ferramentas: Fé, Esperança e Trabalho, tendo como prioridades a criança, a mulher e o idoso”, concluiu.

A formatação do programa municipal, contou a vereadora e presidente da Procuradoria da Mulher, Jossuela Pirelli, surgiu a partir de uma reportagem no programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, que abordou a problemática social até então pouco debatida pelos poderes governamentais. “No dia seguinte à matéria jornalística levei o assunto aos demais vereadores e então sugerimos ao prefeito Júnior da Femac a criação deste programa, que foi aceito de imediato. Apucarana tem à frente da prefeitura um gestor que pensa nas pessoas e que se preocupa com o bem estar das mulheres. Como mulher e vereadora estou muito feliz com o início deste programa. Apucarana sai mais uma vez na frente”, disse Jossuela.

No recebimento do primeiro kit, a pessoa contemplada pelo programa será presenteada com um estojo tipo nécessaire para guardar os itens de higiene. “Hoje as meninas estão iniciando o ciclo menstrual cada vez mais cedo e, quando mulheres, encerrando mais tarde. São itens caros, que nem todas têm condições de adquirirem. Essa iniciativa irá fazer com que nossas adolescentes e mulheres, especialmente as socialmente vulneráveis, se sintam acolhidas, valorizadas e empoderadas, protegidas pelas políticas públicas da nossa cidade. O Programa “De Bem Comigo” é uma ação de grande impacto social. Estamos preparados para atender inicialmente até 5 mil pessoas, mas se for necessário, como já autorizou o prefeito Júnior da Femac, vamos aumentar o investimento”, disse Ana Paula Nazarko, secretária da Assistência Social.

Presente no evento, o chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE), professor Vladimir Barbosa da Silva, também enalteceu o programa. “Fui diretor de escola por 16 anos e vivenciei de perto a necessidade de muitas adolescentes que, por não terem condições financeiras, precisavam de ajuda para ter acesso a itens de higiene, especialmente absorventes, que agora serão distribuídos gratuitamente pela prefeitura. Um grande projeto que vai fazer toda a diferença para essas meninas e que só temos que agradecer e parabenizar o prefeito”, disse Silva.

No Brasil, uma pesquisa de 2018 de uma das principais marcas de absorventes, mostrou que 22% das meninas de 12 a 14 anos não têm acesso a produtos menstruais. Entre adolescentes de 15 a 17 anos, o número sobe para 26%.

Segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para Infância), mulheres que não tem acesso à educação menstrual têm mais chances de viver uma gravidez precoce, sofrer violência doméstica e ter complicações durante a gestação. Além disso, a falta de acesso a absorventes também pode gerar evasão escolar.

Presenças – O lançamento do programa contou ainda com a presença do vice-prefeito Paulo Sérgio Vital, do presidente da Câmara Municipal, Franciley “Poim” e dos vereadores Luciano Molina, Marcos da Vila Reis, Rodrigo Liévore (Recife), Luciano Facchiano e Toninho Garcia, das secretárias municipais Marli Fernandes (Educação), Denise Canesin (Mulher e Assuntos da Família), Sueli Pereira (Fazenda), Ângela Stoian Penharbel (Obras), Maria Agar Borba (Artística, Cultural e Turística), e dos secretários Nicolai Cernescu Júnior (Gestão Pública) e Emídio Bachiega (Saúde). Também esteve presente a coordenadora da Casa da Gestante, enfermeira obstétrica Maria Aparecida das Neves (Cidinha), além de servidores municipais de todas as secretarias envolvidas no programa.



FONTE: PREFEITURA DE APUCARANA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas