Alunos do Colégio Luiz Setti realiza pesquisa sobre o Setembro Amarelo

 


Os alunos do Colégio Estadual Luiz Setti em Jacarezinho realizaram durante todo uma pesquisa durante o “Setembro Amarelo”. O mês é considerado um símbolo para a prevenção contra o suicídio.

Orientados pela professora Valdirene Barboza de Araújo Batista eles tiveram 389 alunos participantes. Sendo que 85% conhecem a campanha e 50% alegaram já ter ouvido notícias sobre suicídio. Os estudantes com idade entre 14 e 17 anos foram, de acordo com as respostas dadas, os que mais ouviram falar sobre o tema, inclusive, tendo o fato ocorrido entre familiares.

A pesquisa revelou que cerca de 50% dos entrevistados já pensaram em cometer suicídio em algum momento da vida.  Essa ocorrência é gradativa, sendo 35% entre alunos de 10 a 13 anos, 40% entre os de 14 a 17 anos e de 50% entre os estudantes com idade acima de 18 anos. Portanto, esse desejo acompanha o aumento da idade. O bullying é o principal desencadear de sintomas de ansiedade e de depressão nos estudantes (48%), seguido por traumas (45%) e a cobrança familiar (39%).

Para os alunos com idade acima de 18 anos, o que mais pesa são traumas (68%), seguido pelo bullying (46%), cobranças familiares (44%) e relações interpessoais (42%). Os estudantes de 14 a 17 anos são mais antigos pelo bullying (56%), cobranças familiares (54%) e traumas (51%). Já os alunos com idade entre 10 e 13 anos disseram que o bullying (39%) e os traumas (32%) são os principais desencadeadores de depressão e ansiedade.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o principal motivo para uma pessoa tirar a própria vida é a depressão. Em nossa pesquisa, 20% dos alunos de 10 a 15 anos alegam sofrer dessa doença mental, sendo que 18% dos que têm idade entre 14 a 17 e mais de 36% dos estudantes com mais de 18 anos disseram ter depressão. Já ansiedade atinge os alunos de forma gradativa, sendo: 32% entre os alunos de 10 a 13, 42% na faixa etária de 14 a 17 anos e mais de 48% de estudantes com mais 18 anos.

O vereador Luiz Sérgio Marques de Moraes, o Serginho Marques, parabenizou o trabalho desenvolvido pela professora. “Quero destaca que é um tema muito importante em ser tratado. Pois o Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção para auxiliar na redução do número de situações”, finaliza.

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas