quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Conheça a Naturopatia realizada pelo Terapeuta Dr. Dario Antonio



Os métodos de curas baseados nas terapias holísticas podem sempre suscitar alguma curiosidade e até desconfiança, mas há muito a aprender sobre estas práticas. O Blog de Marcos Junior entrevista o terapeuta Dr. Dario Antonio Suárez, que explica de uma maneira simples e objetiva as principais características desta abordagem terapêutica na prevenção e tratamento de doenças.

A Terapia holística é um tipo de terapia baseada na visão do holismo, que trata problemas e doenças a partir de uma visão global, prioriza o entendimento integral dos fenômenos do processo Saúde-Doença. A terapia holística, faz uma análise da pessoa como um todo em estreita relação e interdependência. O objetivo é ajudar o paciente a melhorar a qualidade de vida e chegar ao seu ponto máximo de equilíbrio físico, emocional e energético, o que é sinônimo de saúde e bem estar.

O Dr. Dario, tem formação em medicina, e desenvolveu-se como médico por quase 25 anos, é aquele profissional que atendia seus pacientes com os métodos convencionais da medicina alopática, procurando resposta a múltiplas interrogantes de seu dia a dia profissional, acabou reencontrando-se com a Naturopatia e ficou tão motivado com a eficácia dela, que hoje Dario é Terapeuta Holístico/Naturopata e não exerce mais a medicina convencional.

Tire suas dúvidas lendo nossa entrevista na integra!

BMJ: O que são as Terapias Holísticas ou Naturopatia como também é conhecida?
DAS: São terapias baseadas na visão do holismo,  interpretam os desequilíbrios e doenças a partir de uma visão global que prioriza o entendimento integral dos fenômenos do processo Saúde-Doença; interpretam e tratam o ser humano como um todo único, interligando os aspectos físico, emocional, mental, familiar, social, cultural, energético, e até nos seus aspectos mais divinos; considerando que uma doença no físico pode ter sua causa e origem em problemas emocionais ou provenientes de padrões mentais ou de insatisfações sutis do indivíduo que são somatizadas no seu corpo físico na forma de doenças ou desequilíbrios diversos. O objetivo deste paradigma terapêutico é ajudar o paciente a melhorar a qualidade de vida e chegar ao seu ponto máximo de equilíbrio físico, emocional e energético, o que é sinônimo de saúde e bem estar.

BMJ: Especificamente, quais sãos as doenças que podem ser tratadas com a naturopatia?
DAS: Com estes métodos terapêuticos podem ser tratados tanto desequilíbrios e doenças agudas como crônicas, toda desarmonia, seja de carácter físico ou psicológico, desde uma simples gripe até depressões e enfermidades oncológicas; nesta últimas a naturopatia é um excelente complemento terapêutico. Em nosso cotidiano, pacientes que sofrem de estresse, depressões, ansiedade, problemas de coluna, dores nas articulações - ombro, joelho, punho, etc. – enxaquecas, insônia, problemas com a sexualidade, dependência, entre outros, nos procuram com mais frequência. A Abrangência das terapias holísticas é muito ampla e seus resultados são excelentes. Igual que na medicina alopática ou convencional, os resultados dependem de múltiplos aspetos, que vão desde a qualificação e experiência do terapeuta, até o estágio da doença ou desequilibro da pessoa no momento de começar as terapias. É por isso, que nós terapeutas somos muito focados na prevenção; considerando sempre a história natural da doença, e que se refere a uma descrição da progressão ininterrupta de uma doença em um indivíduo, que vai desde o momento da exposição aos agentes causais, início sutil dos desequilíbrios, manifestações clinicas, recuperação ou a morte.

BMJ: Doenças ou transtornos físicos e mentais podem ser curados através das terapias holísticas?
DAS: Sim, com certeza, geralmente, doenças físicas e mentais tem suas causas em padrões muitas vezes herdados, seja genética ou energeticamente, e, quanto mais antigo e enraizado seja o desequilíbrio que ocasionou a doença, maior será o tempo necessário para o tratamento. Nesses casos, terapias como a Homeopatia, a Fitoterapia, os Florais, a Terapia Ortomolecular, a Auriculoterapia, o Reiki, entre outras técnicas utilizadas na Naturopatia oferecem um suporte integral para o paciente, toda terapia holística pode ser capaz de alcançar a causa básica do problema – o que lhe ocasionou – sempre proporciona uma evolução positiva para qualquer desequilíbrio e doença. Nas enfermidades oncológicas – câncer – por exemplo, está comprovado como estes métodos terapêuticos, minimizam os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia, são excelentes complementos da medicação para a dor, diminuem os estres e a tristeza que todo paciente com câncer sente. Muitos testemunhos tem sido relatados.  

BMJ: O uso de Terapias Holísticas tem contraindicações?
DAS: Dependendo do método a ser usado e as características do paciente, sim, existem contraindicações, por exemplo, durante o processo de gravidez e aleitamento materno a fitoterapia tem que ser utilizada com muita cautela, pois igual que muitos medicamentos alopáticos – convencionais - os princípios ativos dos fitoterápicos podem ocasionar danos, também todas as terapias que movimentam estratos superficiais e profundos do corpo (como a massoterapia, drenagem linfática manual, etc.), são contra indicadas para determinados períodos da gravidez e no câncer, etc. Mas, as terapias mais energéticas como Reiki, Florais, Homeopatia, já não apresentam nenhum tipo de contra-indicação. Igual que na medicina convencional o Terapeuta tem que escolher a técnica mais inócua para o paciente.

BMJ: Pelo que nos está explicando, entendo que qualquer desequilibro ou doença pode ser atendido com estes métodos; isso quer dizer que a Terapia Holística é concorrente da medicina convencional?
DAS: Não, com certeza não; a Terapia Holística não é concorrente da medicina alopática. A Naturopatia é complementar e se integra à medicina convencional, pois não a exclui, nega sua eficácia ou substitui. Os médicos alopatas se baseiam no método clínico para seus atendimento; Os naturopatas interpretamos cada caso baseados no holismo, quer dizer mais do que dar atenção a uma queixa específica, como uma dor nas costa ou ganho de peso, por exemplo.  Procuramos a causa da queixa, não só no corpo físico, mas também nas emoções do paciente, suas crenças, padrão energético e até na relação com outras pessoas e meio sociocultural onde desenvolve seu cotidiano.

BMJ: Como surgiram as terapias do perfil holístico?  Dentro do arsenal terapêutico da naturopatia quais são as modalidades que mais a população procura?
DAS: As terapias holísticas, são um compêndio de métodos de cura usado por culturas ancestrais e contemporâneas, tanto da Ásia milenar como do ocidente moderno; por terem sido mais divulgadas é muito comum o interesse pela Homeopatia, Fitoterapia, Florais, Reiki, Ioga, Auriculoterapia, Acupuntura, Terapia Ortomolecular, Terapia Quântica, Constelações Familiares Sistêmicas, terapia comunitária, entre outras. Todas aceitadas e reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como práticas integrativas e complementares (PIC), eu gosto mais de chama-las de terapia ou práticas tradicionais, por serem estas, parte do acervo das diferentes etapas da civilização. Desde os anos 70 do século passado, são utilizadas nos Estados Unidos de Norte América como uma prática comum em hospitais e clínicas particulares e estatais com grande aceitação da população e resultados obtidos a pesar da resistência de muitos setores da alopatia em aceitar a neuropatia como uma modalidade eficaz no tratamento de doença e na preservação da saúde. Aqui no Brasil o Ministério da saúde, autoriza o uso das PIC e estabeleceu as políticas de implementação das PIC (PNIPIC), para garantir o acesso da população a estes métodos de prevenção e tratamento de doenças. Infelizmente e a pesar que a implementação das PIC na atenção primária, pontua no PMAQ (Programa de melhoria do acesso e da qualidade da Atenção Básica) e que já existem duas edições da PNIPIC – 2005 e 2015 – poucos municípios tem implementado estas práticas, pior ainda, existe resistência na contratação de profissionais deste perfil. São Paulo, Santa Catarina e o Distrito Federal, são os estados que mais municípios implementam as práticas integrativas no Sistema Único de Saúde (SUS).

BMJ: A Terapia Holística no Brasil é reconhecida como profissão?
DAS: Sim. O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou em 10 de setembro de 2002 a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) de nº 322125, de grande importância para os terapeutas holísticos/naturopatas, porque reconhece válidas suas atividades profissionais nas áreas terapêuticas que regulamenta. Muitos sindicatos já atuam como representantes da classe, em 29 de agosto de 2013, foi fundada a Federação Brasileira dos Terapeutas (FEBRATE), entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega Sindicatos e Associações de Terapeutas, e representa os terapeutas de todo o território nacional, para a defesa dos seus interesses profissionais, tendo caráter associativo, cultural e social.  

BMJ: Que requisitos devem ser cumpridos para exercer a profissão de Terapeuta Holístico?
DAS: O terapeuta holístico na práxis diária também pode cometer iatrogenia (dano causado ao paciente por erro profissional), por isso, toda pessoa interessada em praticar algumas das modalidades das terapias holísticas, primeiro tem que ter currículo, ter os certificados dos cursos que validam sua capacidade e competência profissional, nas modalidades que pratica, também dever ser credenciado por alguma associação ou conselho reconhecido pela FEBRATE, assim como cumprir com a burocracia exigida pelos órgãos competentes do lugar onde atue. Não é segredo que existem pessoas negligentes, que por ter cursos on-line de 40 horas, se consideram qualificados e começam exercer como terapeuta, colocando em risco tanto a reputação da profissão, como a saúde das pessoas que atendem; é por isso que atuar em qualquer área da naturopatia sem o devido credenciamento pode ser considerado crime. 
BMJ: Existe alguma relação entre crenças, religiões e as terapias holísticas?
DAS: Categoricamente posso dizer que não! É muito frequente se que vinculem as terapias holísticas com algum tipo de prática religiosa o crença, esta confusão parte da forma de ver o porquê das doenças e numa percepção mais energética - menos materialista - do corpo humano! Outra razão para associá-las a práticas religiosas vem de que muitas dessas terapias já eram praticadas na antiguidade, em períodos da história e em culturas onde a arte curar e medicina estavam associada e submetida à classe sacerdotal, classe essa que controlava todo o poder e saber na época. Por causa disso, a maioria das fontes em que foram relatadas essas artes de cura, eram documentos em sua maioria religiosos, por exemplo, os sutras budistas. Essas Artes ou técnicas de cura, por sua eficiência e praticidade, sobreviveram, mas trazem uma forma diferenciada da maneira ocidental moderna de viver e enxergar o mundo; o enxergam de uma forma mais profunda, mais cíclica e mais transcendental, menos materialista ou linear. Para o ocidente contemporâneo essa forma de ver o mundo e o ser humano, frisa o religioso. O Terapeuta Holístico, ou naturopata é livre em seu credo, pode ser Ateu, Cristão, Muçulmano, Budista, etc. O que define o Terapeuta Holístico não são suas crenças, e sim sua aptidão e experiência, aliás é por isso que sempre que se procura um terapeuta, quem está a procura, deve ter a certeza que o terapeuta está devidamente credenciado e habilitado para os métodos que utiliza.
BMJ: Tem alguma mensagem que gostaria de transmitir para as pessoas que ainda duvidam ou desacreditam essas modalidades terapêuticas?
DAS: Como eu já disse em outra ocasião, minha mensagem é simples: antes de adotar uma posição contraria, vivenciem a terapia holística! Sejam abertos para a realidade de que somos seres profundos e muito mais complexos do que um amontoado de carne e ossos que funciona a dizer de René Descartes, como a máquina de um relógio. Todos nós, assim como o universo, possuímos uma essência sutil e energética que nos anima e da qual somos parte, aliás, está presente em nós, todas essas técnicas de cura holística - algumas ancestrais, outras contemporâneas - nos enxergam assim. Essa verdade está presente profundamente no nosso ser! Existem hoje caminhos que levam a uma visão mais realista e transcendente do ser, do indivíduo, da pessoa, seja na psicologia ou por intermediação da física quântica. As Terapias Holísticas interpretam o ser em todas suas dimensões, sempre focadas na prevenção e na capacidade de auto cura.

BMJ: O que deve fazer para encontrá-lo quem tiver interesse em saber um pouco mais sobre a Terapia Holística ou deseje utiliza-la para atender suas necessidades de saúde?
DAS: Atualmente estou prestando serviços toda quinta feira no Instituto Gomes, em Pinhalão –PR e segunda, terça, quarta e sexta feira na Clínica Amarante, em Ibaiti – PR. Meus números para contato são (43)99133-4203 (whatsapp do Consultório), também podem entrar em contato comigo através dos telefones fixos e whatsapp do Instituto, Gomes e da Clínica Amarante, assim como pelo perfil de facebook https://www.facebook.com/ibaiti.terapias, pelo Instagram  https://www.instagram.com/_terapias_naturais/ e pelo e-mail tnaturais1590@Gmail.com. Sempre estou a disposição de quem tenha interesse em conhecer sobre Naturopatia ou utilizá-la como um método de atender sua necessidade de saúde, sejam preventivas ou para alívio, cura e reabilitação de algum desequilíbrio ou doença.


Agende sua visita no Instituto Gomes: 3569.1359 ou pelo nosso whatsapp (43)99865.5949

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

19 Regional de Saúde Abatia Abatiá ACISC AJUDE O LUCCA Alex Canziani Alexandre Curi Alexandre Guimarães AMUNORPI Andira Andirá Angra Doce Arapoti Artigos Assaí Assessorados AUDIÊNCIA PÚBLICA BANDEIRA EVENTOS Bandeirantes Barra Barra do Jacaré Bauru Beto Richa Bizarro BOM DE BOLA BRASIL Bruno Pessuti CADASTRO CÂMARA CARLÓPOLIS CÂMARA JACAREZINHO Cambara CAMBARÁ Campus Jacarezinho CAPS Carlopolis Carlópolis Casas em Cornélio CERTANO CIAS Cida Borghetti CISNORPI Cobra Repórter Colégio Magnus CONCURSO Congonhinhas Conselheiro Conselheiro Mairinck ConselheiroMairinck Conteúdo de Marca Cornélio Procópio Cultural Curitiba Curiuva Curiúva Destaque DETRAN EM AÇÃO Diversos Douglas Fabrício Economia Educacao Educação ELEIÇÕES 2018 Esportes Evandro Junior FÁBIO VIEIRA Figueira FORREST BRASIL FUTEBOL GERAL Governo do Estado Governo Federal Guapirama Guto Silva Ibaiti INFORME PUBLICITÁRIO InvestCRED ITAIPU Itambaracá Jaboti Jacarezinho Jaguariaíva Japira João Carlos Gomes Joaquim Távora JoaquimTavora Jogos Escolares Jundiaí do Sul JundiaidoSul Liberatti LIMITE DE GASTOS Londrina Luiz Carlos Martins Magda Cristina MARQUES DOS REIS Mauro Moraes Michele Caputo MOLINIS MUNDO BIZARRO NATAL Nick Network NORTE PIONEIRO Nova América da Colina Nova Santa Bárbara NOVO CAMINHO Núcleo de Educação OFERTA DE CURSOS Online Ourinhos PARANÁ Parceria FAEL Pedro Claro Pedro Lupion PHS Pinhalao Pinhalão PLANETA BIZARRO PLATINA PM Policial Politica Política Professor Rodrigo Projetos Quatigua Quatiguá Ratinho Junior Regiao Região REGIONAL Ribeirão Claro Ribeirão do Pinhal RibeiraoClaro RibeiraoDoPinhal Romanelli Rubens Bueno Salto do Itararé SaltoDoItarare SAMU Santa Amélia Santa Cecília do Pavão Santa Mariana Santana do Itararé SantanaDoItarare Santo Antônio da Platina santo Antônio do Paraíso São José da Boa Vista São Sebastião da Amoreira SaoJosedaBoaVista SAP Saúde SEDS Sertaneja Sindicato Rural SAP Siqueira Campos SiqueiraCampos SOMOS CONSULTORIA Tarcísio Mossato Tiago Amaral Tomazina Toninho Wandschher Trânsito Tribunal de Contas UENP Uraí VERMELHO Wenceslau Braz WenceslauBraz

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir