De servente de pedreiro a craque internacional



O jogador de futebol, Diego Eli Moreira, aos 32 anos, tem feito história no futebol internacional. O rapaz que trabalhou como servente de pedreiro no cemitério de Santo Antônio da Platina, teve uma reviravolta em sua trajetória desde 2012. Vindo de família humilde, criado nas proximidades do Colégio Tiradentes, foi diretamente dos campos platinenses (Upe Clube de Campo e Associação Atlética do Banco do Brasil) para ganhar a vida do outro lado do mundo.

Em 2006, o jovem teve a oportunidade de conhecer o vereador Adauto Cunha, de Ibaiti, que acreditou em seu talento e o levou para Curitiba. Daí por diante, o jogador teve passagem pelos times: Caxias, Londrina, Pelotas, Esportivo e em 2012 se mudou para Hong Kong, na China, para um time chamado Tuen Mun.

Em 2013, o jogador assinou contrato com Eastern Long Lions e desde então, já são sete temporadas no mesmo clube, sendo campeão da liga em 2015/2016 onde foi eleito o melhor jogador da temporada.

Além disso, o volante também já coleciona outros títulos e copas em sua trajetória esportiva. “Tive a oportunidade de jogar a Copa da Ásia onde enfrentei Paulinho ex-jogador do Corinthians e o Gullart ex-jogador do Cruzeiro. Em agosto de 2019 tive o maior presente de minha vida, um casal de gêmeos chamados Marina e Diego. E nesta terça-feira, 6, fomos campeões da Fa-Cup conseguindo novamente uma vaga para disputar a Copa da Ásia em 2022”, comemora o jogador.

Para Diego, é uma honra muito grande poder levar o nome de Santo Antônio da Platina para o mundo afora. “Agradeço a todo que sempre torceram por mim, principalmente minha família e meus filhos”, finaliza.


FONTE: JORNAL TRIBUNA DO VALE
Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas