Samu vai atender nove cidades do sul do Paraná, diz Santin Roveda



O prefeito de União da Vitória, Santin Roveda (PL) definiu recentemente os últimos de detalhes com os prefeitos da Amsulpar (Associação dos Municípios Sul Paranaense) para a implantação do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) nas cidades da região: Antônio Olinto, Bituruna, Cruz Machado, General Carneiro, Paula Freitas, Paulo Frontin, Porto Vitória, São Mateus do Sul e União da Vitória.


"A população quer saúde boa e de qualidade. Em breve, teremos o funcionamento do Samu nas cidades da região e com as ambulâncias, que são UTIs preparadas, em São Mateus do Sul, União da Vitória, Bituruna, General Carneiro, Paulo Frontin, todos prontos numa rede de urgência e emergência para salvar vidas", disse Santin Roveda.    

A implantação do serviço,um dos essenciais para o atendimento de urgências e emergências, foi abraçada pelos prefeitos da região em 2019 e ganhou forma agora em 2020, quando foi anunciada a sua implantação. "É um passo gigantesco, histórico, que merece aplausos pela dedicação dos prefeitos. É uma decisão difícil, pois envolve custos altos. O Samu vai mudar a história da saúde de toda nossa região", disse Santin, que ressaltou a atuação dos prefeitos, secretários de saúde e das equipes do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Iguaçu (Cisvali) e da 6ª Regional de Saúde.

Custeio - 
"A rapidez e agilidade é o que mais conta em situações de urgência e emergência e às vezes um minuto faz a diferença. A implantação do Samu, fomentada desde 2009, neste mandato os prefeitos fizeram a diferença porque é um ato de coragem. Vamos implantá-lo junto com a 6ª regional. O deputado Hussein Bakri tem nos auxiliado junto com o secretário estadual de Saúde, Beto Preto e todos os secretários municipais de saúde. As  equipes trabalharam e ainda vão continuar trabalhando muito para que isso se concretize e para que essa rede de urgência e emergência funcione perfeitamente", completa Santin Roveda. 
 

Equipes do Cisvali, da 6ª regional de saúde e da Amsulpar vão definir questões com relação ao custeio e operacionalização do serviço, início das atividades, licitação para contratação de profissionais e outras definições burocráticas que são necessárias. As ambulâncias já estão em União da Vitória, prontas para o funcionamento aguardando apenas a formalização da gestão e operacionalização para iniciar os atendimentos.

Ao todo são sete ambulâncias que vão atender às nove cidades da região: duas com UTI em São Mateus do Sul e União da Vitória, e outras cinco de suporte avançado em Bituruna, Cruz Machado, General Carneiro, São Mateus do Sul e União da Vitória. O custeio das ambulâncias será feito pelos municípios, pelo governo estadual e pelo governo federal, através do Ministério da Saúde.
Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas