Prefeitura realiza ação de conscientização no comércio



A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), em parceria com o Sindilojas, Sesc e Senac realizaram na tarde desta sexta-feira (28) uma ação de conscientização no comércio do centro da cidade. O objetivo foi sensibilizar empresários e colaboradores da importância da adoção de medidas de precaução contra a disseminação da covid-19 nos estabelecimentos, para evitar o enrijecimento das restrições em decretos futuros.

A ação é uma campanha informativa baseada no decreto 19.051, publicado na última quinta-feira (27). O coordenador de Administração da SMICQP, Nilton Cesar Bahls Gomes, destaca a importância da limitação do fluxo de pessoas em estabelecimentos comerciais em 50%, a formação de filas de espera no exterior da loja, com espaçamento de 1,5 metro de distância entre as pessoas, a constante higienização das mãos e o uso consciente da máscara facial de clientes e funcionários. “A máscara deve cobrir não apenas a boca, mas também o nariz. É dever do estabelecimento comercial exigir o uso da máscara para permitir a entrada do cliente. Isso para a segurança dos colaboradores, como dos demais clientes que estiverem na loja”, explica Gomes.

O gerente do Sindilojas, Rafael Ribeiro, comenta que a medida é para a proteção do comércio para evitar a possibilidade de um novo lockdown. “São práticas de segurança que muitos estabelecimentos já seguem de maneira exemplar, mas que para a manutenção das regras flexibilizadas, é necessária a colaboração de todos”, avalia.

O secretário José Carlos Loureiro Neto adianta que estas ações irão se repetir no comércio dos bairros a partir da próxima semana. “Pedimos para que toda a comunidade, os lojistas e empresários em geral da cidade abracem esta ideia e entendam a importância do decreto. Vamos fazer a diferença, protegendo nossa saúde, protegendo a economia da cidade e evitando a volta de medidas mais restritivas para o comércio local”, enfatiza Loureiro, que agradeceu a parceria do Sindilojas, Sesc e Senac na iniciativa.

De acordo com o decreto 19.051, o descumprimento das medidas determinadas pode gerar multa de R$ 10 mil para os estabelecimentos e em casos de reincidência, a multa será dobrada e cumulada com a interdição do estabelecimento pelo prazo de 7 dias.


FONTE: ASSESSORIA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas