Educação tem entregas para a comunidade no aniversário da cidade



O aniversário é de Curitiba, mas são os estudantes e suas famílias que ganham as surpresas.

“Para marcar os 328 anos da cidade neste momento de isolamento gerado pela pandemia da covid-19, a Secretaria Municipal da Educação preparou eventos on-line e entregas de algumas novidades que serão usufruídas quando isso for possível, como as hortas e os faróis itinerantes”, conta a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Na segunda-feira, 29 de março, o dia do aniversário da cidade marca também os 25 anos da Casa Encantada do Bosque Alemão, tradicional espaço de contação de histórias. Para celebrar a data, um evento on-line, às 15h, vai lançar um concurso literário para os estudantes da rede.

O local foi inaugurado em março de 1996, na primeira gestão do prefeito Rafael Greca, e desde então funciona como biblioteca e espaço para contação de histórias.

Permanece fechada para o público por causa da pandemia.

A biblioteca da Casa Encantada é uma das 195 unidades da Rede Municipal de Bibliotecas Escolares, com um acervo de 2,4 mil livros destinado ao público infantil.

Quando aberta, para chegar até a Casa, os visitantes percorrem uma trilha no bosque, formada por painéis com azulejos gravados com trechos e imagens da história de João e Maria (Hänsel und Gretel), um dos contos mais populares da literatura infantil, coletado da tradição oral pelos Irmãos Grimm, em 1812.

Todas as 17 bruxas são professoras da rede municipal de ensino de Curitiba e se dedicam a levar cultura e conhecimento por meio da literatura.

Conheça as bruxas do Bosque https://educacao.curitiba.pr.gov.br/conteudo/bruxas-da-biblioteca-do-bosque-alemao-casa-encantada/8168

Farol Itinerante

Outra novidade é que as crianças da educação infantil passarão a contar com o Farol Móvel Itinerante, que deve ser oficialmente apresentado no final de abril.

A intenção é levar a ideia das oficinas maker (faça você mesmo) dos Faróis do Saber e Inovação para dentro dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

Para isso, um móvel especialmente projetado com brinquedos e itens servirá como oficina maker portátil para crianças da educação infantil. Ele poderá ser levado de sala em sala pelo CMEI, atendendo todas as turmas.

Comemorações já realizadas

A programação de aniversário começou no último dia 25/3, com o evento on-line de apresentação dos cadernos do projeto “Mãos na Massa: economia doméstica para os estudantes da rede municipal de ensino”.

Anunciado no ano passado pelo prefeito Rafael Greca e pela secretária da Educação, o projeto prevê que estudantes de escolas da rede curitibana do 6º ao 9º ano tenham aulas de economia doméstica.

A iniciativa busca incentivar os estudantes a encontrar soluções para questões do dia a dia de maneira criativa e sustentável. Dessa maneira, eles serão mais inovadores e autônomos.

“São noções básicas de cozinha trivial, costura, direitos e defesa do consumidor, e até lições de espiritualidade e fé que unidas à grade curricular ajudam a formar cidadãos habilitados para a vida. A escola tem que estar ligada à teia da vida, o Mãos na Massa é um marco do ano 328 da nossa amada Curitiba”, comentou o prefeito.

A secretária explica que essa iniciativa é resultado do intercâmbio que os profissionais da rede fizeram na Finlândia, em 2019.

As unidades terão espaços maker (faça você mesmo) com propostas de vivências do cotidiano e atividades manuais, com o objetivo de desenvolver a autonomia dos estudantes.

O projeto estará presente nas videoaulas, a partir de 12 de abril. A programação da TV Escola Curitiba vai incluir os conteúdos de economia doméstica, entre outros voltados aos estudantes do 6º ao 9º ano.

Escola de Pais

A versão virtual das reuniões presenciais da Escola de Pais também já começou. O objetivo é manter esses encontros, de maneira on-line, enquanto durar a necessidade de isolamento social.

Criada em 2019, a Escola de Pais aproxima e orienta as famílias de crianças e estudantes em inclusão das unidades da rede municipal.

“Queremos cuidar do cuidador. E nada melhor do que conversar abertamente e compartilhar experiências”, resume a secretária.

A abertura foi no último dia 25, para o público da inclusão, e nas regionais serão realizados também eventos on-line, com a equipe da Coordenadoria de Equidade, Família e Rede de Proteção (Cefar), de 29/3 a 9/4.

Ao todo, mais de sete mil estudantes são atendidos pelo Departamento de Inclusão e Atendimento Educacional Especializado (DIAEE).

Hortas comunitárias

Entre as novidades da educação para marcar o aniversário da cidade também está a apresentação dos resultados do projeto Horta em Ação - as Hortas Comunitárias nos Espaços Escolares do Programa Comunidade Escola nas Escolas Municipais Mansur Guérios (CIC), Foz do Iguaçu (Santa Felicidade) e Joana Raksa (Tatuquara).

O projeto teve início no ano de 2019 e contempla desde horta na calçada até horta suspensa. Já foram feitas diversas colheitas de hortaliças e ervas medicinais.

As crianças e estudantes poderão voltar a se envolver presencialmente quando a situação sanitária da cidade permitir o retorno das atividades híbridas, o que ainda não tem data para acontecer.

A coordenadora de Projetos da Secretaria Municipal da Educação, Andrea Barletta, explica que o piloto foi inserido no Programa Comunidade Escola na Escola Municipal Mansur Guérios, na Cidade Industrial de Curitiba.

“A importância do projeto e os resultados obtidos são visíveis com a participação ativa dos estudantes e comunidade escolar no desenvolvimento do projeto, tanto nos questionamentos e dúvidas lançadas pelos estudantes quanto à execução e colheita”, explica Barletta.



FONTE: PREFEITURA DE CURITIBA

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas