Senador tem que defender a agenda do Estado, diz Romanelli



O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) afirmou nesta segunda-feira, 6, que o Paraná precisa renovar a representação no Senado Federal. Para ele, o senador tem a obrigação de defender a agenda estadual. “Defender ideias próprias ou partidárias é saudável. Mas precisamos de senador vinculado às causas do Paraná”, avalia Romanelli.


Segundo ele, o afastamento dos senadores das questões do Estado tem sido uma grande falha da representação do Paraná. “O Paraná tem que ter representação maiúscula em Brasília”, considerou Romanelli durante entrevista na rádio Jovem Pan de Curitiba. Para o deputado, esta é uma situação que vem se repetindo ao longo dos últimos anos.


O deputado lembra que quando era secretário estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, entre 2011 e 2014, e presidiu o fórum federal de secretários desta área, teve muitas dificuldades para avançar na defesa de temas importantes, entre eles a criação do Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.  


“Quantas vezes nas negociações com o governo federal tive que me socorrer com senadores de outros estados porque os nossos não queriam dialogar”, recordou ele. “Tivemos outras questões importantes e eu não tinha um senador para buscar apoio. Quem atua no plano federal sabe disso”.


Candidatura - Sobre uma possível candidatura a senador, Romanelli disse que este é um processo em avaliação. “O meu nome tem aparecido e começou a surgir por conta de pesquisas de opinião”, ressalta ele. Para o deputado, a eleição para a presidência, com a entrada de Sérgio Moro, e a confirmação de Lula e Bolsonaro, deverá alterar o quadro político no Paraná e ter reflexos na disputa ao Senado.


“O voto conservador que normalmente iria para o Alvaro Dias poderá ser dividido. Abre espaço para uma candidatura de centro-esquerda. Para alguém que consiga alinhamento político com o ex-presidente Lula e que tenha capacidade de conversar com a sociedade civil organizada e com o setor produtivo. É uma candidatura para transpor esses espectros partidários e que dialogue a favor do Estado”, analisou Romanelli.

Postagem anterior
Proxima
Postagens Relacionadas